Entrevista com Lucas Bittencourt

empreendedor e cofundador da Reserva INK, a plataforma de fullcommerce do grupo Reserva. A INK oferece aos empreendedores não só a plataforma de loja online, como também cuida de toda a parte operacional de estoque, produção, logística e envio dos produtos. Colocando toda a estrutura do grupo Reserva a dispor dos empreendedores, eles ficam livres para focar no que importa para seus negócios: criar e vender!

Lucas Bittencourt
Lucas Bittencourt

Agradecemos ao Lucas por dedicar seu tempo para falar conosco de um projeto tão especial que é a Reserva.ink e que sem dúvidas irá mudar o mercado brasileiro de print on demand (impressão sob demanda). Lucas te admiramos por sua jornada empreendedora desde a touts, parabéns por fazer parte de um dos maiores grupos de moda do nosso país.


Na live foram abordados vários assuntos como:


  • A jornada empreendedora do Lucas e do Arthuro na Touts.
  • O início da Reserva Ink e alguns planos pro futuro.
  • Como a Reserva Ink te ajuda a abrir seu negócio de moda online.
  • Reserva Ink Academy, que leva educação de negócios para empreendedores.
  • Reserva 1P 5P que leva alimentos pra vários brasileiros todos os dias.


Você pode assistir a live no vídeo abaixo, ou ler a transcrição logo abaixo.  



A live aconteceu no dia 5 de Agosto de 2020, através do Instagram da NoFake (@nofake_brands) e o Instagram do Lucas Bittencourt. 

Se preferir, leia a transcrição da live:


João Carlos NoFake:

Oi pessoal tudo bem? Estamos começando aqui nossa Live.

Hoje a gente vai bater um papo com o Lucas Bittencourt ele é co-fundador da Reserva Ink que é o full commerce do grupo Reserva e ele vai bater um papo aqui falar sobre essa iniciativa da reserva, como está começando a Reserva Ink, como você pode ter sua marca online.

Bom, vamos convidar ele aqui pra gente começar esse papo.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Opa João, tudo bem ai?


João Carlos NoFake:

Show Lucas, tudo bom! Comecei um falar um pouquinho aqui sobre o acesso ao Reserva INK, mas ninguém melhor do que você pra começar se apresentar um pouquinho dessa história, conta um pouco pro pessoal te conhecer!


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Claro vou tentar até resumir um pouco se não eu fico falando, se deixar eu fico pra sempre aqui falando à beça!

Então pessoal boa noite, prazer, antes de tudo, obrigado pelo convite, um prazerão esta aqui dividindo essa historia.

Eu sou o Lucas sou um dos fundadores da reserva ink, como o João já deu spoiler ai, essa não é a primeira vez que a gente está entregando uma marca, eu e meu sócio, ele já teve duas empresas antes e era um modelo de negócios bem parecidos mas explicando brevemente o que é a reserva ink é uma plataforma e veio pro mundo com a ideia de ajudar empreendedores a montarem suas marcas de moda sem precisar se preocupar e gastar muito dinheiro com a operação

A gente percebe um problema muito grande, muita gente tem ideias boas tem capacidade criativa, tem estampas e as pessoas querem transformar isso em produtos começar negócios mas acaba esbarrando em várias barreiras seja de operar seja de capital inicial ou capital de giro para manter o negócio, eu acho que sim. Só quem já tentou começar o negócio de moda ou começar um e-commerce que seja para vender camiseta ou algo assim sabe a quantidade de trabalho e de grana que isso consome, já desde os primeiros dias. 

Então a nossa iniciativa é um serviço de full commerce e agora está dentro do grupo Reserva e tudo tem uma chancela bem legal da reserva e é justamente o sistema e um serviço que se paga a mensalidade nos vamos te oferecer uma plataforma online para vender seus produtos suas camisetas no caso, trabalhamos só com camiseta agora como isso também vai cuidar de toda essa parte de estoque operação, faturamento e logística então na prática você só precisa se preocupar em criar e vender.

A gente tira toda dor de cabeça para pessoa começar a marca de moda online, você só precisa subir os arquivos você vai ter sua lojinha você divulga essa lojinha para a galera para alguém comprar a gente produz e envia para o cliente final você recebe uma comissão. Então forma resumida é isso que a gente faz.

Mas assim como a trajetória empreendedora já estou empreendendo aí desde moleque desde os 17 anos antes de decidi fazer vestibular já estava montando as primeiras marcas de camisetas lá em 2008 2009 e de lá pra cá tem um monte de história e espero compartilhar um pouco delas com vocês ao longo desse papo.


João Carlos NoFake:

Sim, conta pra gente porque tem muita coisa boa, dessa jornada empreendedora, foi justamente pra tentar facilitar a vida de quem quer empreender e quer começar.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Exatamente, a gente brinca que esse é tudo o que a gente faz hoje e o que a gente sonhava que existissem dez anos atrás eles estavam começando. Se tivesse alguém fazendo esse serviço nós seriamos clientes com certeza.


João Carlos NoFake:

Boa Boa, Lucas conta pra gente como começou a Totus, qual era a ideia, qual era o produto naquela época?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Claro. Então a gente começou lá em 2015.

Meu sócio Arthuro, ele tinha acabado de sair de outro empreendimento que tinha tido um final bem frustrante por causa de desentendimentos societários enfim esse tipo de coisa que acontece nem tudo é conto de fadas e lá de ele tinha acabado de sair desse outra sociedade, estávamos pensando o que a gente vai fazer, que tipo de negócio a gente tinha e que deixa a gente mais pilhado o que dá tesão no fim do dia pra gente começar o negócio e trabalhar pra gente ficar lá suando todos os dias com sede e trabalhando duro e uma coisa que foi unânime entre a gente foi o slogan que contando a história parece até meio clichê vai dizer sim e foi num papo sincero que surgiu o slogan que é movido a pessoas incríveis que a gente carrega até hoje na reserva ink aí que ele percebeu justamente que a gente mais se amarrava de fazer era de encontrar pessoas com potencial para criar algo incrível, pessoas que queriam e almejavam chegar mais longe, mas muitas vezes precisavam do que ele chamou de um empurrãozinho às vezes você está meio insegura ou não tem todas as ferramentas que ela precisa na hora enfim faltou uma coisa ali pouco a pessoa já tem quase tudo que ela precisa parar para realizar coisas incríveis lá, mas falta lhe empurrãozinho. 

A gente quer ser empurrãozinho da galera. E aí desde muito cedo na Toutus em 2015 a gente teve isso na cabeça e a gente começou o negócio muito olhando o modelo de negócio lá de fora com essa ideia de ajudar criativos e artistas independentes a transformarem suas ideias e sua criatividade em produto de alguma forma monetizar essa criatividade toda era o que mais tem por aí é gente com arte parada na gaveta ou com alguma estampa ou uma ideia mirabolante de camiseta que super venderia mas que acabou nunca chegando no mercado e a gente percebia essa tendência muito grande e tinha muita gente de um lado que queria consumir de uma forma diferente. 

As pessoas estavam cansadas de vestir apenas as logos enormes de algumas marcas específicas estavam querendo se expressar mais dos produtos que elas estavam comprando e do outro também nunca foi tão fácil, nunca se teve tanto acesso ao conhecimento e informação. 

Então a gente brincou que qualquer moleque de 15 ou 14 anos com o YouTube já começa a mexer no Photoshop e já começa a fazer coisas já tem acesso e consegue fazer algumas criações às vezes tão boas quanto as coisas que teve no mercado.

Então a gente sempre se questionou porque não juntar a fome com a vontade de comer, e eu e meu sócio Arthur a gente tem um background de engenharia a gente se conheceu UFRJ estudou engenharia brincamos que gostamos de fazer a parte chata do negócio e ficar pensando em processo e ficar olhando planilha e fica sendo minucioso ali. Então a gente percebeu cara a gente consegue atender esse gap.

Chegamos a um ponto em 2011 e 2012 onde as tecnologias já estão avançadas o suficiente que ele consegue produzir um produto sob demanda e tem uma qualidade e um preço competitivo com um produto feito de forma massificada.

Então a gente entendeu que ele conseguia aturar esse gap e que essa visão de futuro das pessoas de um lado que queriam consumir de uma forma diferente do outro que estavam criando cada vez mais eles eram tendências e iriam crescer daqui para frente. 

Então a gente pensou faz sentido de montar um negócio em cima disso, essas premissas foram nossas apostas na época isso vai continuar crescendo e a gente consegue reduzir esse gap usando tecnologia e no fim do dia a gente montou essa plataforma que foi o embrião do que é a reserva ink hoje a gente ajudava todos esses criativos esses criadores independentes e aí tinha desde marcas, ONGs as pessoas queriam voltar para a empresa artistas independentes tinha uma gama enorme de pessoas ali todas elas tinham um problema como é que e como é que elas transformaram toda nossa criatividade em produto. 

Então a gente montou essa plataforma onde as pessoas subiam os arquivos digitais era muito fácil se cadastrar lá.

Você só precisava subir um arquivo digital, escolher em qual o produto se queria vender. Na época a gente vendia camiseta, quadro, almofada, capinha de celular tinha uma gama um pouco maior de produtos e a partir dali toda a parte chata ficava com a gente então a pessoa tinha uma lojinha dela ela podia divulgar para os seguidores ou amigos do cliente e aí sempre que alguém comprava a gente produzia enviava para o cliente final e repartir a grana com a pessoa que criou. 

Então desde lá trás assim eu acho que esse embrião já estava muito forte já estava com essa ideia, estava na nossa cabeça de que a gente fazia era empoderar essa comunidade toda, era viabilizar esses negócios que estavam parados no HD parado na gaveta ou estavam só na mente das pessoas.

Eu acho que foi isso que moveu a gente desde lá de trás e continua movendo até a reserva ink.


João Carlos NoFake:

Massa! E como que foi esse caminho até vocês chegarem a essa parceria, chegar a ser a Reserva Ink?


Lucas Bittencourt Reserva INK: 

Cara acho que como toda trajetória empreendedora é uma montanha russa cheia de altos e baixos.  

A gente quando começou a empresa não teve investimento externo, não tinha grande família para aportar no negócio e a gente também chegou a estar no negócio. Começou muito novo como eu falei, a gente se conheceu na faculdade começou a empreender ainda na faculdade.

Então foi cheia de altos e baixos, mas foi uma super aventura repleta de aprendizados desde muito cedo a gente começou só na internet. 

Lá em 2015 nós montamos o site e vendia só online e fazia muito, tinha muita presença em feira aqui no Rio e tinha muito Feira Hippie, essas feirinhas locais assim como a ideia de que a gente queria levar um pouco da nossa experiência online para o mundo offline, a gente entendia que isso era um diferencial bem grande aos 5 anos atrás principalmente, acho hoje em dia está ficando cada vez mais comum, ainda bem, essa ideia de levar a experiência digital para o mundo offline. Já estava no fundo da nossa cabeça lá atrás.

Então a gente sempre tentava mas talvez tenha feito as apostas certas, pode ter sido sorte, sempre queríamos replicar um pouco dessa ideia do online no mundo físico porque é uma coisa que encantava muita gente. 

Aqui nosso produto estava, ele tinha uma perna digital e uma perna no analógico de um pedaço dele era uma estampa que estavam armazenados na nuvem e outra parte dele era o produto físico ali impresso. Nosso trabalho era justamente fazer esse meio de campo. 

Então a gente tinha como modelo para essas feiras que a gente levava uma impressora de camiseta e aí não sei se você já viu um é um mastodontezinho pesa 150 quilos era "impressorinha" grande e a gente montavam um espaço que era super pequeno de uns 8 metros quadrados e montava toda essa operação de produção ali deixava as pessoas escolherem uma tela touch screen, todo o nosso acervo de estampas que na época tinha mais de 160 mil estampas então assim existia uma variedade enorme e a pessoa escolhia aquela camiseta com a estampa que ela queria e o tamanho em cinco minutos estava pronto estava levando pra casa o negócio feito ali na hora para ela.


João Carlos NoFake: 

E a pessoa via tudo aquilo acontecendo ali pra ela né


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Exato. Tinha uma questão lúdica muito interessante porque eu estava à impressora é um bichinho meio grande, você não vê assim uma coisa tão trivial quando não no dia a dia era quase uma máquina industrial pequena ali e você vê uma camiseta impressa demora cerca de dois minutos para ficar pronto o processo então é muito mágico porque você vê que ela ficando pronta e não sabia que era tão fácil. 

Mas é justamente esse ponto de aproximar as pessoas da tecnologia e dos processos para elas verem como é que tudo é feito e isso estava super certo para gente e a partir de 2016 a gente começou a escalar essa brincadeira de ir para as feiras através de um modelo de Quiosque, foi outra grande aposta que a gente fez porque no fundo no fundo a gente queria muito abrir uma loja, mas abrir loja em um shopping no Rio de Janeiro que era um profundo fôlego financeiro que a gente jamais teve ali.

Então a gente começou fazendo o quiosque, acho que era muito mais parecido com esse modelo de operar feira e principalmente esse grande atrativo que brilhou nossos olhos, foi abrir uma loja tem que fazer um contrato de três a cinco anos enquanto que para o quiosque se desse errado a gente podia sair em 30 dias. 

Brincava que cara a gente pode apostar ali se der errado a deve pular fora muito rápido e foi loucura sim, na época eu não tinha nenhuma experiência prática com varejo físico só tinha essa experiencia de feira e uma crença muito grande de que o que a gente estava fazendo funcionaria dentro do shopping e funcionaria no ambiente de consumo um pouco diferente do que a gente já tinha visto e eu lembro que foi literalmente uma aposta enorme a gente devia ter caixa para dois meses de operação. 

Então era literalmente apostar tudo montar ali se der errado no primeiro mês a gente tem que sair do segundo. Acabou que a história teve um final feliz. Acho se não eu nem estaria aqui falando.

A gente conseguiu replicar os quiosque que deram super certo no espaço de dois anos e já abriu quatro quiosques aqui no Rio, já deu certo logo de cara a gente acertou bem no time também de abrir a loja que a gente abriu outubro e era bem perto do Natal ali e para quem cuida do varejo sabe que especialmente em shopping Natal e quando a coisa fica séria.


João Carlos NoFake:

Ter oportunidade de dar um presente mais personalizado mais especial para aquela pessoa coisa mais única.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Pois é a gente juntou com fator de novidade e tudo mais perto de uma data dessas.

E aí deu super certo de cara nos dois anos subsequentes já abriu mais três quiosques, a gente chegou a ter quatro lojas aqui no Rio.


João Carlos NoFake:

Não só sorte é muito trabalho duro.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Com certeza!


João Carlos NoFake:

Você comentou que você teve sorte, mas teve muito trabalho duro, ter estratégia, poxa vocês abriram no timing certinho pra começar no Shopping, já sabia que tinha pouco tempo de caixa, tinha que dar um tiro muito certo. 

Mas e ai, como foi a conversa com a Reserva para fazer a aquisição e vocês entrarem para o grupo? 

Começar a operar a Reserva Ink?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Cara foi um casamento que teve um namoro bem grande

A gente conversa com o pessoal do grupo da reserva desde 2015 é bem engraçada até a historia porque os primeiros papos que a gente teve com a galera tinha acabado de começar a empresa os primeiros meses de operação e numa dessas conversas enquanto estava ficando um pouco mais sério o pessoal começou a pedir alguns dados financeiros e demonstrativos, balanços essas coisas que eles simplesmente virou pra galera e falou a gente tem oito meses de operação da empresa que começou sei lá, sem fazer ideia de nada.

A dificuldade era manter o negócio de pé e pagar as contas até porque a gente não parou para fazer o balanço e nem DRE nem nada.

E aí naquela época acho que eles já tinham entendido mais ou menos o que a gente estava querendo montar e tinha muita sinergia com o negócio que eles estavam querendo construir lá dentro e o papo foi muito da ideia de entender o que eles estavam fazendo e ver se fazia sentido principalmente se tinha fit cultural e pessoal com o time de lá. 

Acabou que 2015 não era o momento, assim eu acho que a gente estava muito no começo ainda também e talvez a ideia do lado de lá não tivesse tão amadurecido mas foi legal porque a gente ficou no radar do outro. 

Era então religiosamente todo ano a gente voltava para conversar com o pessoal da reserva para trocar ideias sobre o posicionamento o dia que estava nesse mercado porque o que dava para fazer é fazer alguma coisa juntos ou não e em 2019 ano passado a gente estava num momento de crescimento dá Touts o que a gente estava precisando de uma injeção de capital. 

A gente já estava começando a ficar grande o suficiente no negócio para não dar para ter que ficar crescendo com o próprio caixa isso é muito doloroso. Então estava assim precisava de linhas de crédito e a gente estava com um plano de expansão mais forte no varejo no off-line, a gente começou a conversar com algumas pessoas com os fundos de investimento e com alguns grupos de moda aqui do Brasil e obviamente reserva já estavam no radar foi uma conversa que aconteceu naturalmente e por mais que eu já tivesse essa admiração mútua já tinha soubesse dos planos um do outro ainda foi um processo bem longo e demorado, tive que conversar muito se conhecer muito e trocar muita figurinha até que se fechasse um acordo que se deu o que acabou sendo uma aquisição.

Então no fim do dia eles compraram a Toutus e hoje em dia opera esse negócio dentro do grupo Reserva que funciona como uma marca do grupo e nós éramos os empreendedores todos viramos gestores dessa marca então a gente tem autonomia para tocar esse negócio lá dentro que é justamente o que o pessoal da reserva estava buscando, queriam um empreendedor pra tocar uma frente de negócio lá dentro que era um negócio que era um pouco diferente do que eles estavam acostumados com uma frente um pouco mais de tecnologia e ao mesmo tempo ainda tinha muito do mundo do varejo que é o que eles são. São feras e dão aula né.


João Carlos NoFake:

Então hoje vocês são sócios? Você e o Arthuro são sócios da marca?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Isso a gente toca essa unidade de negócio que é a reserva ink, dentro da estrutura do grupo (reserva) existem algumas marcas com a Oficina Reserva, Reserva Mini e a Reserva ink em que nasceu como mais um negócio agregado dentro e eu e o Arthur que toca essa vertente do negocio.


João Carlos NoFake:

Entendi, e em 2019 no ano passado você lembra mais ou menos o tamanho que vocês chegaram e a quantidade de peças que chegaram a vender no ano?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Cara a gente tinha chegado alguns números bem relevantes assim tinha chegado a vender 5 mil pedidos deve dar 98 mil peças distribuindo 800 mil reais em comissão para esses artistas todos da nossa comunidade

A gente estava com mais de 5 mil pessoas vendedores cadastrados na plataforma e acho que esse número relevante foi mais ou menos por aí.


João Carlos NoFake:

Poxa, então estava crescendo bastante. Inclusive tinha também a iniciativa de impressão na hora, continua né o Reserva.você.



Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim o faça você, foi uma das primeiras iniciativas assim lá dentro e até hoje funciona é super bomba e se reinventa cada vez mais. A gente toca um pedacinho dessa operação também.


João Carlos NoFake:

Entendi, mas aí começou a reserva ink em 2020. 

Conta pro pessoal qual é a proposta da Reserva Ink, como que ela pode ajudar os empreendedores que querem começar uma marca, eu achei muito interessante desde o inicio, já tinha conversado com você sobre ajudar os empreendedores, acho que é uma grande oportunidade de vender produtos online, começar da forma certa, sem precisar se envolver com produtos falsificados, acho que vocês vão mudar muita coisa nesse mercado, acho realmente incrível. 

Então conta pra gente como a Reserva Ink ajuda os empreendedores a começar seu próprio negocio!


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Claro como eu estava falando pouquinho antes à gente tem essa plataforma, é um serviço você paga a mensalidade e a ideia é que você tenha a paz de espírito principalmente do lado operacional de tocar um negócio de moda era então que a gente quer fazer tirar todas as barreiras tirar todas as limitações para qualquer pessoa poder criar uma marca de moda começar o negócio moda escalar ele sem ter que se preocupem produzir a peça final e ficar procurando fornecedor, fica se preocupando com a produção das peças, com logística com estoque, provisionamento para garantir estoque com reposição de peças com logística em envio com os correios, contrato com transportadora, todas essas coisas que a gente brinca que geralmente são as pessoas acabam minimizando o trabalho que isso pode dar lá na frente então assim só quem operou um negócio desse tipo que está a ver a quantidade de trabalho que tem por trás disso tudo, então no fim do dia quando você assina reserva aí você tem uma plataforma de e-commerce então você só se cadastra lá é tão fácil quanto criar uma conta no Facebook dá vida, você pode criar sua página personalizada para deixar com a sua cara, vai ter lá seus produtos. 

Hoje em dia ele oferece camiseta nas cores branca, preto e cinza as modelagens clássicas e unissex feminino de tamanhos indo de PP a 3G.

Então você consegue criar produtos dentro dessa grade, dessa variedade de produtos de uma maneira muito simples de você ter sua loja onde as pessoas vão poder acessar vão comprar seus produtos ali você vai definir o preço final deles. 

Sempre que uma venda acontecer à gente vai fazer um pagamento e então uma parte da transação vai para a gente e uma parte da transação vai para o pro vendedor que fez essa venda e você define o quanto você vai ganhar cada venda. 

Então é um modelo muito simples e muito fácil para qualquer pessoa montar uma loja de pé começar a vender e pessoalmente não precisar se preocupar enquanto você escala seu negócio então se você fizer uma venda ou 100 vendas pro vendedor dá o mesmo trabalho e quem está correndo ali por trás somos nós o que é mais incrível de tudo aqui dentro da reserva ink você está plugado no que a gente fala que é a máquina da reserva, você vai está tendo acesso a toda a cadeia produtiva de logística da reserva que demorou 13/14 anos para ser construída e com certeza se investir alguns milhões de reais para chegar ao patamar que chegou hoje então você já vai estar conectado com as melhores transportadoras do país e já vai ter um CD enorme com mais de 200 pessoas ali preocupadas em despachar seu pedido no tempo e fazer o produto chegar na casa do cliente final da melhor maneira possível. 

Fora isso vai ter um produto da qualidade da reserva então assim a mesma malha que reserva vende nas camisetas do site a marca que vai ter sua camiseta, a modelagem também é feita depois de anos e anos de estudo com todo o time de estilo da reserva por trás pensando então os tamanhos são dos melhores padrões de mercado, enfim tem facilidades que você ganha com isso além de ser muito simples, você consegue fazer isso de uma maneira que chegue uma qualidade que você dificilmente chegaria, demoraria provavelmente alguns anos e custaria alguns milhões de reais para você chegar a esse patamar e tem uma coisa que eu sempre gosto de ressaltar que me enche de orgulho toda vez que eu falo que a gente consiga enquadrar também todo os produtos vendidos pela reserva no programa 1P P5 que é um programa social da reserva que a gente viabiliza a doação de 5 prato de comida para quem tem fome a cada peça vendida

Então sempre que alguma peça é vendida na Reserva Ink essas peças também são contabilizadas do programa é uma forma de ajudar a combater a fome no Brasil através desse programa que é mais uma das coisas que eu brincar assim é muito eu acho muito incrível geram um super valor agregado ao seu produto e é uma coisa 0 trivial assim com uma marca pequena acho que jamais conseguiria fazer algo da grandeza de um nível de complexidade tão bem feito quanto é feito na reserva.


João Carlos NoFake:

Falamos sobre isso esse sim é um projeto incrível. 

Quando eu vi uma vez o Rony falando sobre, de onde veio à história dele foi que ele quando ele estava dando uma palestra parece que no norte do país ele estava voltando de carona com o rapaz e ele perguntou assim cara quando se está trabalhando você está com fome você consegue trabalhar? Você consegue se concentrar?

Foi daí que veio toda a ideia que originou o 1P 5P então assim cara realmente é um projeto incrível e é muito legal que vocês conseguem disponibilizar isso para quem está vendendo tal coisa tem um propósito imenso.



Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim sim com certeza!


João Carlos NoFake:

Bom Lucas apareceram algumas perguntas aqui:

Sobre a questão do preço do produto é a pessoa que é quem determina o preço? 

Tem um custo fixo sobre a camisa e a pessoa coloca uma margem encima disso?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Isso mesmo!


João Carlos NoFake:

Beleza com relação ao cadastro quando a pessoa pode divulgar? 

Quanto tempo leva desde ela se cadastrar?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

A divulgação dos produtos é muito simples assim a partir do momento que você assinou, só precisa preencher o cadastro que são os dados bancários basicamente para informar a conta onde você vai receber o dinheiro e subir as estampas. Assim se você já tiver a estampa feita, é em questão de minutos, acho que em menos de 15 minutos você consegue ter a loja no ar e está vendendo.

Se você tiver que fazer a estampa vai demorar mais tempo com você tem para desenvolver estampas mais para subir o arquivo no nosso site super simples subir o arquivo em formato PNG com algumas especificações que a gente pede lá.

Então se você tem alguma facilidade de design ou conhece algum designer a pessoa pode atestar que é super simples de ser feita não tem muito mistério a ideia é que seja seria tão simples quanto subir uma foto e postar uma foto no Instagram por exemplo, nos queremos revolucionar no sentido de montar uma loja e vender o produto já algo tão simples quanto criar um produto digital.


João Carlos NoFake:

Massa! E tem algum limite de estampas que uma loja pode ter?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Não tem limite de estampa nenhum, você pode subir quantas estampas se quiser não tem mínimo. 

Você pode subir uma estampa que nunca vai ser vendida o que vai ser vendido uma vez e você pode tirá lo de lá quando você quiser também os direitos da estampa passam são seus.


João Carlos NoFake:

Entendido! também já tem algumas estampas que ficam lá dentro da plataforma?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Hoje a gente não oferece estampas para as pessoas venderem. 

No caso o vendedor que se encarrega de criar ou comprar os direitos enfim ou será que a pessoa que vende que sobe estampa dela dos produtos. 

Mas é uma ideia que a gente tem um pouquinho mais para frente de disponibilizar algumas estampas pode ser até do acervo da própria reserva, quem sabe e outra é conectar justamente pessoas que são criativos, são pessoas que criam estampas e querem ter esse trabalho de criar mas não necessariamente querem ter uma loja ou querem ter esse trabalho de ter uma marca para vender.

Então uma ideia que se tem um pouquinho mais para frente é a de criar esse Marketplace para conectar essas estampas com as pessoas que querem fazer o trabalho de vende lá na outra ponta.


João Carlos NoFake:

Certo! outra pergunta que apareceu, se existe algum tipo de limitação ou censura nas estampas?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

As limitações não tem nada fora do normal assim, todas as estampas que as pessoas sobem no nosso site passam por uma aprovação nossa é questão do que é reprovado são estampas que possuem que infringem direitos autorais ou que possuem marcas de terceiros ou que fazem apologia a drogas enfim acho que são crimes tradicionais aí e coisas que não poderia estar em produtos, imagens de outras pessoas, celebridades esse tipo de questão que a gente mais evita e tem uma análise também da qualidade porque se você subir algo muito pincelado algo que não está resolução boa o suficiente para ser impresso você acaba barrando também.


João Carlos NoFake:

Para poder entregar justamente o melhor né e com relação à marca ela precisa ser registrada para se cadastrar ou você não precisa ter uma marca registrada?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

A principio não! Mas a gente recomenda inclusive já até fez um post recente na nossa Academy que é nosso fórum, é quase como um fórum que agrupa conhecimento. 

Antes de escrever um post lá sobre como registrar a marca, a gente aconselha bastante que as pessoas estejam pensando em começar uma marca um empreendimento de moda, pense sobre isso e principalmente pesquisem antes se teria algum problema em usar a marca. 

O que acontece muitos optam por começar uma marca pequena não está registrada e em alguns anos ela descobre que a marca que ela está usando já fez um super trabalho esse olhar divulgou já criou pagina e não poderia ser usado no entanto tem que acabar mudando a marca dela e isso pode acabar acarretando em problemas lá na frente. 

Assim acho que não custa nada fazer o dever de casa um pouco ainda esse lado de marca e se puder dar entrada ao processo começar o registro melhor ainda, mas responder diretamente à pergunta a gente não cobra que a marca seja registrada.


João Carlos NoFake:

Há algumas semanas a gente conversou com Vinícius Negrão, ele é um advogado especialista em registro de marcas e patentes e explicou bastante com relação a isso é justamente esse caso de a pessoa começa a criar uma marca não procura se ela registrada, poxa lá na frente ter que mudar, então existe uma disputa societária e você não pode usar aquela marca porque seu sócio foi lá e registrou, então realmente vale a pena ficar de olho na questão da marca.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Com certeza!

João Carlos NoFake:

Lucas a Reserva ink hoje tem ideias de novos produtos para lançar junto na plataforma? Trazer mais novidades?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim com certeza a gente está muito focado em camiseta porque eu acho que esse é um produto muito icônico né, quase todo mundo quando fala em começar a marca de moda não consegue fugir de falar vende camiseta e a nossa ideia é expandir dentro das linhas de moda e principalmente do que a gente consegue potencializada da rede de fornecedores da reserva

Então toda essa cadeia produtiva da reserva como é que ele consegue usar da melhor forma e oferecer isso para os nossos vendedores e nossa comunidade porque nosso seller é tão assim de bate pronto eu acho que os produtos que a gente deve ter casacos, moletom que a gente pensa muito em boné, meias e acessórios também e por porque não até virar bola um pouco mais em linha de calçados. 

Permite que as pessoas usem a cadeia produtiva da reserva para vender para criar suas próprias marcas de calçados ali dentro.


João Carlos NoFake:

Poxa, massa! 

Hoje tem uma galera que iria gostar muito dos tênis. Muito legal. Eu tinha visto que vocês produzem as camisas entre uma das fábricas da Reserva no Rio de Janeiro né.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Isso é uma operação de chamada print on demand estamparia sob demanda e é em São Cristóvão muito perto da sede é lá que a gente roda toda essa operação. 

Então hoje tanto a Reserva Ink como a Reserva, as camisas do faça você e algumas camisas que vendem no próprio começo nas lojas são produzidas lá.


João Carlos NoFake:

Chegou uma pergunta: pode ser uma pessoa física ou precisa ser pessoa jurídica para se cadastrar?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Tanto faz pode ser pessoa física ou jurídica no momento do cadastro. 

Você quando for cadastrar os dados bancários principalmente você pode escolher receber uma conta da pessoa física uma pessoa jurídica.


João Carlos NoFake:

Mas aí as etiquetas das peças são da reserva ou são da marca?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Então por enquanto a gente ainda tem enviado com etiquetas de padrão do Grupo Reserva na então etiqueta interna e a externa vêm com a etiqueta da reserva mas a gente já está adaptando esses processos porque agora faz parte uma estrutura um pouquinho maior do que tudo que a gente lidava antes então tem que ter muitos fatores de complexidade para esse processo de trocar as etiquetas para começarem a vir com uma etiqueta mais genérica e a ideia que muito em breve a gente consiga oferecer também a opção de personalizar a etiqueta que as marcas possam personalizar com a própria etiqueta. 

Mas por enquanto elas estão indo atrás da reserva, mas é algo que a gente quer mudar assim que possível.


João Carlos NoFake:

Aí no caso de uma etiqueta impressa né!


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Isso seria o mesmo processo de impressão da estampa da camiseta no caso localizado na etiqueta interna.


João Carlos NoFake:

Tem uma pergunta aqui: tem como usar o domínio próprio para quem tem uma loja online?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Hoje a gente não tem integração de domínio próprio também mas é uma das coisas que está no nosso round mapa. 

A gente quer colocar isso nos próximos dois meses. A ideia é que isso esteja no ar. Você pode fazer hoje se você já tiver uma loja já tem um subdomínio e você fazer um redirecionamento para sua loja na reserva ink e aí muito em breve já vai fazer essa integração da pessoa ter domínio próprio customizado ali dentro. Por enquanto as lojas ficam dentro da reserva.ink/LOJA e se você quiser você pode redirecionar do seu site para a loja ou até se você já tem um site muita gente faz isso de criar os produtos no site ou criar extensões falando sobre as camisetas do site e redirecionar para as páginas de produtos na reserva ink ou a fazer check out lá fora, mas assim esse é um ponto bem interessante sendo que a gente imagina de expansão principalmente na frente digital do negócio uma coisa a gente quer muito fazer o quanto antes e disponibilizar integração com outras plataformas de e-commerce então a ideia é que se você já tem uma loja em alguma plataforma como o shoppfy, loja Integrada, V-tex enfim que seja possível você se cadastrar na reserva ink e começar a oferecer essas camisetas dentro da sua loja em outras plataformas e assim que alguém fizer um pedido na sua loja esse pedido caia na nossa fábrica a gente produz e envia para o cliente final porque ela seria boa. 

Essa seria uma forma de dar muito mais flexibilidade para o vendedor na ponta fazer como ele bem entender o que eu acho que dentro do espaço da loja ele pode fazer da forma que ele preferir.


João Carlos NoFake:

Sim foi uma questão incrível, eu falo assim da reserva ink em que desde o começo a gente fez um post no nosso blog. 

No comecinho a estava fazendo o nosso site falando sobre a Reserva Ink que ela é uma alternativa para quem quer vender o produto online sem necessariamente precisar vender um produto falso, pode ter e construir sua própria marca, construir um ativo que pode crescer muito dependendo de você e do seu trabalho e essa questão de você não ter estoque pessoal é um negócio realmente incrível, eu já tive o e-commerce é o nosso maior problema era estoque que sempre faltava um tamanho, e quando você falou vou integrar algumas plataformas e ai vende e você já despacha é uma facilidade incrível a gente pode ficar ali por conta de vender. Normalmente o empreendedor é melhor ali, ele vende bem e vocês operam o que vocês fazem melhor.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Exato! 

Acho que grande parte da proposta de valor é justamente não ter que se preocupar com isso e saber que tem alguém no seu corner ali tem alguém garantindo isso por você e é ate algo que você estava comentando que você já teve já tentou fazer uma marca de moda teve uma dor de cabeça quem lhe dar estoque porque é isso acho que muitas vezes você coloca na ponta do lápis ali você quer começar com uma marca simples você quer ter três modelos de camiseta e você vai bater na porta de um fornecedor ele vai ter um pedido mínimo de 150 peças então para cada estampa por exemplo você vai ter que comprar 450 camisetas de saída. 

Beleza vamos supor que você compra 450 seu negocio deu super certo nas primeiras duas semanas vendeu metade de seus estoques e vendeu 200 e você vai ver tudo que você vendeu foi de tamanho M G que você vai fazer a reposição dessas camisetas que deu super certo e você vendeu todas você vai ter que fazer reposição dessas dessa variação de estoque pois só desse tamanho vai ter que pedir mais 450 só de dois tamanhos ai você vai se ver afogado em 650 camisetas que você teve que pagar. Antes de saber se você vai vender então só nessa brincadeira aí você teve que desembolsar uma grana muito grande para descobrir se o seu negócio vai dar certo. 

Fora todos os outros custos plataformas online e contratos com transportadora embalagem enfim tudo que você vai ter que garantir para deixar o seu negócio de pé pronto para vender antes de saber se ele vai conseguir vender ou não. 

Então a ideia da gente fazer essa assinatura também reduzir esse custo que seria de 8 a 10 mil reais que a gente estima para começar a marca de camiseta para uma assinatura de até R$99/R$129 reais por mês;


João Carlos NoFake:

Poxa é um grande gap, uma grande diferença, e o risco também, né porque não tenho certeza de que vai dar certo por mais que você tenha vontade de fazer dar certo, não se certeza nenhuma, e com a reserva ink, da pra você testar, testar rápido e se falhar já falha rápido, se for acertando vai melhorando, até porque não é de primeira que você acerta as estampas, quem é seu publico com o que ele se identificou.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Exato e até legal falando sobre isso a gente tem uma iniciativa um braço que está começando ali embrionário ainda de educação porque a gente também a gente vê que tem muito empreendedor com muita garra com muita vontade de fazer, mas que não necessariamente tem todos os conhecimentos técnicos ou sabe muito bem o caminho das pedras ali para como começar.

Principalmente no mundo digital hoje tem muita gente ainda do varejo físico do varejo tradicional que está se adaptando o que está se reinventando ainda mais em épocas de pandemia se digitalizando e nós temos a reserva ink academy então você pode acessar inclusive é aberto mesmo que você não seja vendedor da reserva. Você pode ler vários artigos sobre marketing digital empreendedorismo como vender online.

 A ideia é crescendo aquilo para eventualmente virar um curso e a ideia é justamente capacitar esses empreendedores a gente brinca que não é só da ferramenta não é que você dá uma folha de papel e um lápis que a pessoa vai saber vai sair desenhista né. 

Então tem muita técnica tem muita coisa para ser aprendida por trás eu acho que um grande valor que a gente oferece também é isso que estava comentando justamente de poder errar rápido você poder botar o pezinho ali senti e adaptar e mudar e aí é até legal de ressaltar também que está trabalhando cada vez mais na ferramenta para dar mais robustez para a esse pessoal todo com informações e dados para elas poderem tomar as melhores decisões possíveis nas lojas. 

Hoje a gente já tem umas integrações super fáceis com pixel do Facebook para você baixar o catálogo e fazer retargeting para você começar e começar principalmente a experimentar, por exemplo, fazer anúncio e vender online de um jeito muito fácil, muito rápido e barato. Então acho que isso é o grande diferencial no fim do dia. Você pode errar ali quantas vezes quiser dentro do trial de 15 dias antes de começar a pagar. Então acho que sim isso é um valor muito incrível que a gente consegue entregar com a plataforma.


João Carlos NoFake:

Você já pode errar bastante, ver, sentir como é que está o negócio e você não começou a gastar nada.

Achei bem interessante que vocês compartilham as informações com os vendedores, porque tem Marketplace que você não tem acesso, não tem dados do seu cliente, colocar um pixel ali dentro do facebook, segmentar publico, quem esta convertendo. Realmente bem legal.

Tá aparecendo algumas perguntas aqui: se os anúncios podem ser patrocinados? 

Sim né, o pessoal pode patrocinar seus anúncios.

E outra pergunta: depois do tempo que você vende e onde você recebe pela venda?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Então a gente tem um sistema bem interessante. 

Então o vendedor ele recebe da mesma forma que a gente recebe, então você acaba na verdade sendo exposto às mesmas regras de recebimento de qualquer meio de pagamento por exemplo a pessoa paga no cartão você vai receber em 29 dias mais dois dias úteis, se a pessoa pagou no boleto e vai receber em dois dias úteis e aí esse sistema de compensação onde ele vai sendo acumulado no site todo dia 5 esse valor é transferido para sua conta bancária, então depende da data que for compensada ele vai ser acumulado em todo dia 5 que tiver acumulado passar pras sua conta bancária.

A gente está no processo agora de mudar os nossos meios de pagamento justamente para poder dar um pouquinho mais de transparência e mais facilidade, então vai fazer um sistema que a pessoa quando ela quiser ela vai poder acessar nossa plataforma ela pode solicitar o pagamento solicitar o saque para receber a conta bancária dela tudo que ela tiver já como compensadores dos pagamentos no fim do dia por via de regra é o mesmo padrão que os meios de pagamento oferecem para qualquer lojista, se a pessoa parcelar de três vezes você vai receber três vezes parcelado.


João Carlos NoFake:

No futuro vocês pretendem trabalhar com alguma forma de antecipação de recebíveis?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim é algo que está no nosso radar justamente isso está mudando os meios de pagamento hoje para ter mais flexibilidade de poder oferecer algumas facilidades financeiras nesse sentido principalmente com taxas competitivas porque assim acho que hoje muita gente sofre de taxa um pouco elevada principalmente falando de antecipação. 

Acaba que a galera que antecipa sempre sofre muito e às vezes nem consegue mensurar direito quando está sangrando ali só para poder ter acesso ao grande mercado.


João Carlos NoFake:

Mas se a gente for parar para pensar as pessoas elas não precisam ter custo de estoque então ele não tem muito dinheiro parada então você resolve um grande problema.


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim, o que a gente incentiva muito essa galera se precisasse não precisar não antecipar né até porque eu acho que o modelo de negócio cada vez mais digital seus custos acabam sendo muito postergados então você vai fazer um programa de um anúncio por exemplo você ser cobrado seu cartão de crédito você vai se comprar lá na frente então provavelmente vai dar tempo de você receber daquela venda até você precisar pagar o custo de aquisição que seja o custo daquela você pensar além daquela venda.


João Carlos NoFake:

Chegou uma pergunta que bem interessante: 

 O cliente final ele pode trocar a camisa ou devolver?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Sim! Hoje a gente está cuidando dessa parte todo de SAC e atendimento dos clientes finais, mas ele já está trabalhando também em melhorias para a gente poder disponibilizar essa parte do atendimento para as marcas porque uma demanda muito grande que o pessoal passou para a gente e é curioso até porque a gente achava que a gente está fazendo um favor que é fazer o atendimento mas acaba que as pessoas querem muito dar o toque delas no atendimento querem se diferenciar pelo atendimento que o cliente final é de fato uma coisa que ele aprendeu ao longo do caminho, falei que tenho vários aprendizados aí eu acho que uma das maiores vantagens tem acelerado o lançamento da INK foi que a gente conseguiu ter mais contato com os usuários e aprender cada vez mais com eles, e essa foi uma das coisas que a gente aprendeu que surpreendeu a gente falava caraca achei que ele está falando super a favor está atendendo mas a galera na verdade pede para eles fazerem o próprio atendimento então ele está pensando numa forma de como é que a gente deixa isso padronizado do nível legal e como é que a gente ajuda essa galera a atender da melhor forma. 

Então a gente vai está passando esse atendimento para os vendedores bem em breve. A pedido da própria comunidade.


João Carlos NoFake:

Me surpreendeu, porque nos meus tempos de loja se tivesse alguém que pudesse fazer atendimento pouparia muita gente, muito tempo pra poder focar em outras coisas. Mas realmente surpreendeu bastante!

Outra pergunta que chegou: a pessoa pode usar letras de música nas estampas?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Não infelizmente, letras de música são protegidas por direitos autorais e a não ser que você tenha autorização prévia para comercializar produtos você não pode usar letras de música qualquer música nas suas estampas.


João Carlos NoFake:

Nesse caso vocês pedem alguma autorização da pessoa?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Assim geralmente nosso modus operandi é barrar e aí no caso sempre que a gente tem alguma estampa a pessoa notificada no momento que essa etapa não é aceita ela recebe e-mail automática do sistema e tem lá o motivo da estampa ter sido removida e aí quando se fala em direito autoral a gente sempre deixa aberto para a pessoa contestar. 

Caso ela queira, poder falar não na verdade eu tenho os direitos sobre essa questão, isso já aconteceu com a gente, já aconteceu, por exemplo, de uma pessoa ter subido uma imagem que era a capa de um álbum de alguma banda a gente achou que fez uma busca reversa no Google descobriu aquela imagem na verdade eu estava usando vários lugares e cara você está usando o negócio de maneira apropriada você não pode fazer isso, mas na verdade eu sou o autor dessa imagem e eu licenciei o uso para essas bandas, mas eu tenho os direitos para vender o produto, ok desculpe pela confusão pelo mal entendido e tá liberado pode subir mas nada que a conversa não resolva.


João Carlos NoFake:

Sim, mas essa verificação vocês mesmo que fazem assim fisicamente ou tem um sistema que encontra? Como é feito?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Por pessoas, é manual mesmo, a gente tem que ver tudo o que é enviado pelo site. 

Você acaba usando um pouco os sistemas de mecanismos de busca reversa do mais para agilizar e ajudar em casos de dúvida principalmente, mas a princípio tenho um comitê de pessoas que faz essa aprovação.


João Carlos NoFake:

Outra pergunta; em quanto tempo tem o retorno se foi aprovado ou não?


Lucas Bittencourt Reserva INK:

A gente tenta manter o tempo máximo em 24 horas, mas vale ressaltar que assim a partir do momento que você sobe a estampa você já consegue vende-la de alguma forma se estiver mais porque tem problema se você fizer uma venda ela vai ser barrada essa venda vai ser cancelada. 

A princípio você tem muita tranquilidade de que isso está valendo dentro dos conformes como você fez e tudo mais já pode assim você subir divulga-la. 

Mas se você tiver alguma dúvida não tiver toda certeza que está fazendo está certo ou não a recomendação primeira verifique se você está certo ou não se quiser a gente está super aberto a tirar esse tipo de dúvida e tome cuidado se você estiver fazendo alguma besteira tem grandes chances de ser barrado e você acaba sendo punido.


João Carlos NoFake:

Lucas eu tenho acompanhado o site e vejo que tem muitos influenciadores que estão entrando na plataforma criando suas estampas.

Conta um pouquinho pra gente, de pessoas que você tem ai em mente, de pessoas que estão indo super bem lá!


Lucas Bittencourt Reserva INK:

Claro existe casos bem legais porque justamente acho que uma das coisas interessantes que a gente consegue entregar como valor não só para as pessoas que são empreendedoras e querem começar marcas na internet, mas também reforça muito a ideia de que uma pessoa que já tem um negócio online já tem uma base e já tem uma influência já tem seguidores é um jeito bem legal de monetizar essa influência de monetizar essa base de seguidores com produtos físicos sem precisar sair muito do seu core que é gerar conteúdo que atrai pessoas então por exemplo se você é o youtuber você tem uma banda você pode criar as camisetas para sua banda ou pro seu canal usando alguns jargões ou coisas que você já faz no dia a dia letra de suas músicas se você for músico e comercializar isso sem precisar perder o foco naquilo que você faz bem que é o seu canal do seu negócio digital ter sua banda e a gente tem as pessoas com bastante influência que estão lá com a gente te abriu semana passada a loja que é do mercado financeiro é uma coisa bem específica do mercado financeiro, são super grandes lá é que vendeu super bem eles fizeram as camisetas temáticas sobre os assuntos que eles abordam do mercado financeiro também tem um dos maiores podcast do mercado financeiro. Os caras são super feras fizeram umas estampas iradíssimas brincando muito com esse universo do mercado financeiro também tenho o pessoal da 32 youtubers que são uma dupla de youtubers eles têm um canal mais o público infanto-juvenil assim para galera um pouco mais nova mas que super bomba tem 7 milhões de inscritos no Youtube fizeram a lojinha deles através da reserva ink e vendem o merchandising as camisetas do canal ali, então assim a gente tem alguns casos bem interessantes e bem variados tem vários assuntos tem influenciadores da galera de blogs de engenharia, gente já teve loja do Instagram do rato do BBB, teve até galera que tem blogs de música tem pessoas que falam sobre crossfit esse tipo de coisa, tem autoridades variadas e várias esferas aproveitando a reserva ink para monetizar este jogo uma forma dessa autoridade essa base de seguidores sobre nichos específicos, então acho que é um caso interessantes


João Carlos NoFake:

Sim, e de um jeito que não seria nem pensado, e assim é uma forma legal de se aproximar do seu fã e acompanho o seu conteúdo na internet.


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Exato! 

Além de criar esse senso de comunidade da galera literalmente vestindo sua camisa, é um jeito super legal que você oferece para as pessoas apoiarem seu canal. 

Muita gente às vezes dá um feedback pra gente que fala pô legal várias pessoas que compram comigo querem me apoiar financeiramente mas não querem só doar dinheiro coisa assim que muitas vezes essas plataformas se tem um jeito fácil de fazer isso, então comprar um produto seu jeito que você prestigiar seu trabalho é um jeito de você criar uma nova fonte de receita online sem precisar se preocupar com a parte física que é o mais maravilhoso da coisa se você não são perde o foco do que está fazendo.


João Carlos NoFake:

Realmente muito legal, apareceu uma pergunta que eu achei bem interessante na divulgação da marca pode ser usado nome reserva como parceira ou é totalmente separada?


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Então é super valida essa pergunta. 

A gente tem até um post inteiro falando sobre isso justamente acaba que a gente não deixa a galera usar o nome da reserva principalmente a logo da reserva o Pica-Pau tal muito porque justamente são ativos de marca da reserva o que a gente permite e estimula até a galera fazer comentar sobre a reserva ink é a marca da reserva que tem muito mais flexibilidade porque obviamente a reserva já é uma marca muito grande si só tem várias pessoas que cuidam justamente de garantir que essa marca esteja preservada e bem cuidada em todos os lugares que ela aparece. 

Porém a gente estimula que a galera divulgue a reserva ink em que a gente está trabalhando inclusive até um selo de qualidade reserva pra que essa camisa feita pela reserva ink e que leva tudo de bom que é reserva pode oferecer por traz daquele produto, justamente estimular esse pessoal usar esse selo da reserva dado que não pode se dizer que é uma parceria com a reserva collab com reserva esse tipo de coisa não acontece nem o que é que a gente quer que aconteça porque a ideia é justamente ajudar todos esses empreendedores a criarem as próprias marcas e não ficarem dependendo ali da muleta de dizer que está vendendo reservas de alguma forma.

Então o que a gente estimula a galera falar que é produzido pela reserva Ink que tem a qualidade da reserva nas camisetas, usa fábricas e instalações da reserva ink, mas aí deve se focar no seu produto e você agregar valor ao seu cliente através da sua marca da sua mensagem o seu produto final a Reserva ink no fim do dia vem para ser quase que o fornecedor no backstage, a gente não quer ofuscar o seu negócio a sua marca o seu produto.


João Carlos NoFake:

Justamente, focar ali em transmitir sua mensagem naquele produto.


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Isso! 

Como achar seus canais, como encontrar seus nichos como você anuncia esse produto da melhor maneira, acho que essas são as grandes tarefas que os empreendedores têm que ficar encarregados e é para isso que a gente libera o caminho para você poder focar no que vai trazer valor para você que vai trazer rentabilidade do negócio.


João Carlos NoFake:

Apareceu um comentário aqui, vamos fazer camisetas NoFake, eu apoio! Vamos bater um papo pra ver isso ai


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Vamos, super disposto 



João Carlos NoFake:

Lucas, estamos entrando aqui nos 5 minutos finais da Live, se você puder fazer suas considerações finais aí, eu quero agradecer vocês aí na Reserva Ink, foi um prazer conversar contigo, o pessoal está sempre muito aberto a conversar e você foi muito simpático ai, só agradecer mesmo.


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Eu que agradeço!

 Valeu mesmo João pelo convite pelo espaço, pra gente sempre um prazer enorme poder falar um pouco da reserva ink das aventuras que a gente vem aprontando por aí, no fim do dia consegui inspirar pelo menos uma pessoa para em dia começar um negócio acho que vale a pena qualquer esforço que a gente fizer. 

Cara acho que o trabalho que vocês estão fazendo também é super legal esse trabalho de combater os produtos piratas e incentivar as pessoas a começarem os negócios da maneira correta sem precisar ir atrás de recursos escusos que não necessariamente agregam para a sociedade ao redor, maravilhoso assim um super apoio e já virei fã também do que vocês estão fazendo, acho que tem tudo pra voar. 

Valeu pelo convite pelo espaço que era só isso que eu tenho para acrescentar.


João Carlos NoFake:

Muito obrigado Lucas pelas palavras! 

Obrigado pessoal por estar ai com a gente na live foi um prazer tirar as dúvidas de vocês. 

Lucas ainda vamos fazer as nossas camisetas e é isso ai cara muito obrigado. Foi um prazer e até uma próxima!


Lucas Bittencourt Reserva Ink:

Com certeza valeu galera. Abraço.


Obrigado Lucas por participar da live conosco, foi um prazer falar da reserva ink, acreditamos muito no propósito da marca e no quanto vocês facilitam a vida do empreendedor. Com a reserva ink é possível começar um negócio de moda sem precisar vender produtos falsificados.